Publicado por: Breno B | 8 junho, 2007

Viños

O jantar da noite de ontem no Sansa deu uma prévia do que estava por vir hoje: vinho. Um Montes Alpha M, um Clos Apalta e um Don Melchor, acompanhados de uma costela confitada ao azeite que desmanchava na boca. Simplesmente deliciosa.

Hoje cedo, logo após o café da manhã, pegamos a van sentido Sul para a comuna de Nancagua. Duas horas e meia depois, estava em Apalta, o centro produtor de dois distintos vinhos chilenos de alta qualidade.

Nosso primeiro tour aconteceu na vinícola Viña Montes, produtora do famoso Montes Alpha M. A contrução suntuosa da sede, assim como seus vinhos, obedece rigorosamente aos princípios do Feng Shui. Entre os quais, equilíbrio. A mistura de métodos tradicionais e alta tecnologia de produção resulta num vinho agradável ao paladar e fácil de beber. O curioso fica para a sala onde são descansadas as barricas de carvalho francês ao som de cantos gregorianos que, dizem, ajudam mandando boas vibrações para o vinho.

No almoço fomos para a cidade de Santa Cruz comer uma parrillada típica chilena. Muita carne, pouco tempero. Na volta, fomos para o segundo “wine tour” do dia na Casa Lapostole. Produtora do famoso Clos Apalta, a vinícola fica ao lado da Viña Montes e, assim como ela, possui uma lindíssima sede encrustrada na pedra de onde se vê os vinhedos até onde a vista alcança.

O Clos Apalta é um vinho chileno de alma francesa. Possui em sua composição uma mistura de três uvas distintas que resultam em um vinho mais elaborado e menos dócil do que os vinhos do vizinho. Não só o temperamento mas também os métodos de produção dos vinhos são diferentes da Viña Montes. Ao final tour a degustação acontece em meio as barricas de carvalho, sobre uma mesa de vidro que dá acesso à adega particular da dona com capacidade para dez mil garrafas.

Um dócil Montes Alpha M. Um atrevido Clos Apalta. Um belo dia para ficar na memória.


Responses

  1. Estou achando dez essas fotos. Uma luz diferente.

  2. FOTOS MARAVILLOSAS!!!.
    Dan ganas de beber una copa y brindar a tú salud.
    Agora entiendo la fama de algunos vinos.
    Beijos.

  3. Eu vi o teu blog no VnV e achei bastante bom. As fotos são excelentes, o texto também e o melhor é a admiração por frutos do mar e vinhos. E gostando deles o lugar certo é Santiago pois somente no Chile voce encontra esta abundância de produtos com qualidade e variedade tão especiais ( vide picorocos, locos , etc). E por falar em vinho, voce não comprou nenhum Almaviva ? Da última vez que eu estive em Santiago comprei dois 2001 por U$ 70 cada na loja da Concha y Toro.

  4. Eduardo,

    Acabei não comprando nenhum Almaviva, acredita? Em compensação, comprei uma caixa de Don Melchor a US$50,00 a garrafa na loja da Concha y Toro.

    Ao todo, foram 10 garrafas de vinho que eu vim rezando para não quebrar nenhuma no caminho.

    Deu certo🙂

  5. Breno
    Parabéns pelas fotos!
    Agora em julho, vou para o chile com um grupo de amigos e decidimos passar 2 dias no valle do colchagua.
    Já pesquisei muito mas ainda temos dúvidas sobre quais vinícolas conhecer por lá… Como vc escolheu a Viña Montes e a Lapostole? Alguma outra sugestão pelo q vc apurou por lá? Entre elas, ficaria com qual? Elas diferem no que, vc teria como dizer? Até agora, já escolhemos a Casa Silva e a Via Manent, que servem almoços, mas queremos visitar, no mínimo, mais uma em cada dia…
    Grata
    Sandra

  6. Sandra,

    A Viña Montes e a Casa Lapostole foram escolhidas pelos vinhos que elas produzem, considerados os melhores do Chile. Ambas são lindíssimas e a Casa Lapostole ainda tem opção de almoço e hospedagem.

    Se não me engano, a Viu Manet fica no caminho para ambas e a Casa Silva fica antes um pouco. Caso não consiga almoçar por lá, vá até a cidade de Santa Cruz e coma uma parrilada por lá mesmo. É perto.

    Eu começaria pelas mais afastadas como a Viña Montes e a Casa Lapostole e não deixaria de visitar a Concha y Toro que é bem próxima a Santiago. Vale uma passada na Santa Rita que possui até um museu do vinho, além de vender alguns vinhos da Viña Carmem que dificilmente chegam ao Brasil pelas importadoras.

    Todas elas impressionam muito pelo tamanho e beleza. Particularmente, achei a Viña Montes a mais bonita.

    Qualquer coisa é só perguntar🙂

  7. Breno

    Muito obrigada pelas dicas! Passaremos 2 dias no Colchuagha, e visitaremos as seguintes viñas: Casa Silva, Lapostolle, Manent e Montes.

    Mais uma coisa: Sem querer ser indiscreta mas já sendo, quanto você pagou pelos tours na Casa Lapostolle e Montes?
    Grata
    Sandra

  8. Sandra,

    Na Viña Montes eu acho que foram US$23 e na Casa Lapostolle US$40 por pessoa. As duas com direito a degustação.

    Vale cada centavo. Não esqueça de deixar um comentário quando voltar dizendo o que achou!

    Espero ter ajudado e boa viagem.

  9. Olá Breno,
    Estou indo para lá em Agosto.
    Ficarei em Santiago mas visitarei Santa Cruz por dois dias. Fica muito longe para ir na Montes? Não está no meu roteiro, mas acho que ocnsigo esticar até lá, né?
    Obrigada pelas dicas.

  10. Keli,

    Pelo contrário. A Viña Montes deve ficar a no máximo uns 10Km de Santa Cruz. Veja se consegue um tempo para visitar a Casa Lapostolle tbém.

    Abraços

  11. Lindas fotos, parabéns!

  12. gostaria de saber se da para visitar as 02 viniculas vinas montes e a casa lapostolle no mesmo dia?,pois to indo em dezembro para la

  13. Anderson,

    Dá sim. Apesar de estarem afastadas de Santiago, as duas são próximas uma da outra. Não esqueça de reservar sua visita nelas.

    Boa degustação…🙂

  14. Breno:
    Você visitou as bodegas de Colchágua (Lapostolle etc) a partir de um tour de Santiago? Estou pensando em alugar um carro, ficar em Santa Cruz e visitar…quantas puder!
    Acha que dá certo?
    Um abraço,
    Aldo

  15. Visitei a Vina montes a semana passada(julho/08), realmente vale a pena, uma bela construção e vinhos maravilhosos, comprei 1 montes alpha m, e purple angel e um montes kerub, depois me arrependi de não ter comprado mais, pois estavam com preço bem melhor q nos supermercados de santiago

  16. Voce tem o endereço desse restaurante Sansa? E voce sabe informar se seria facil eu ir para Mendonza a partir de Santiago? Carro ou avião?

    Um abraço,
    Mauricio

  17. Breno,estou indo a santiago em novembro e queria saber se vc foi às vinícolas de carro alugado ou contratou algum transporte.Vc pode me dar a dica de como é a melhor maneira de ir?Abraços.

    • Dulce,

      Sua resposta está no post.

      Abraços,

      Breno B.

  18. bom dia ! estou indo ao chile na 1 semana de fev 2011- com esposa e sem filhos , estou pensando na vinicola montes e lapostele – como sao 180 km de santiago – tem como achar quem leva de SANTIAGO e ou fechar no brasil em que CASA TURISMO !

    ABS


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: